Colunas

  • Em Foco
  • Colunas
  • O dízimo no tempo do Advento: dias de esperança e de agradecer ao Senhor pelo menino Jesus que vem

O dízimo no tempo do Advento: dias de esperança e de agradecer ao Senhor pelo menino Jesus que vem

Publicado em 19 de novembro de 2021 - 13:48:46

Irmãos e irmãs, no período do Advento vivemos o tempo da espera e da conversão. Deus nos traz a verdadeira liberdade em Cristo Jesus: "Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! Seja conhecida de todos os homens a vossa bondade. O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças" (Fl 4,4-6).

Deus vem ao encontro do seu povo. Aquele que vem para redimir devolverá a vista aos cegos, reerguerá o coxo e o aleijado, leprosos serão curados e oprimidos, libertados. João Batista cumpriu sua missão com fidelidade e tornou viva a chama da esperança do povo de Israel. Caminhemos, pois, ao encontro do Senhor. No tempo áureo do Advento, também consagramos nosso dízimo, sinal de nossa fé e contribuição na construção de um mundo mais fraterno e mais justo.

Advento é tempo de agradecer as dádivas recebidas de Deus pelo ano que termina e pelo que se inicia. Faça essa oração: Senhor meu Deus, eu sempre vos peço bênçãos e graças, mas hoje quero me prostrar diante de Vós apenas para agradecer, pois a minha vida já é uma grande bênção e uma sucessão de graças recebidas. Em cada dia vivido e em cada noite de descanso, em cada amanhecer e anoitecer, em cada refeição e em cada oração, em tudo encontro a oportunidade de me lembrar de todo bem que recebo de ti e de quanto vos devo agradecer. Que o meu dízimo seja sempre um compromisso, reconhecimento e gratidão por todos os bens que continuamente me concedeis! E que em toda a minha vida eu vos louve sem cessar! Amém!

O que o Senhor quer dizer ao declarar aos que contribuem com o dízimo: “Eu vos abrirei as janelas do céu, e derramarei sobre vós uma bênção” (Malaquias 3,10)? Veja a resposta através do testemunho de uma família latino-americana que nos conta por experiência própria quais foram as bênçãos recebidas:

Sr. José Antonio e sua esposa Noemi fizeram o melhor possível para ensinar o Evangelho a seus filhos por preceito e exemplo. A filha, Cecília, cresceu e serviu como missionária, depois se casou com um ex-missionário. Luis Ricardo. Luis, que também foi criado em um lar no qual era ensinada a obediência ao Evangelho, trabalhava e tinha dois filhos, Silvia, 17 anos, e Paulo Ricardo, 10 anos.

Sr. José expressa sua gratidão pelas bênçãos que recebe todos os dias como resultado, segundo ele acredita, de sua contribuição fiel ao dízimo. “Sempre tivemos nosso pão de cada dia”, diz ele. “Nunca nos faltou nada.” Ele sente-se grato por ter boa saúde. “O que mais eu poderia pedir a Ele? O que mais?”

Sua esposa, Noemi, diz que não apenas nada lhes faltou, mas que também tiveram meios e oportunidades de ajudar outras pessoas. Ela acredita que as oportunidades espirituais lhes foram concedidas pela obediência à lei do dízimo e aos outros mandamentos. “Foi uma bênção para mim sempre ter um chamado na Igreja.”

Cecilia comenta que, quando o Senhor diz que abrirá as janelas do céu, a maioria das pessoas pensa em bênçãos materiais. “As maiores necessidades não são materiais, mas espirituais”, diz ela. Entre as bênçãos de sua família: “Nossos filhos são obedientes”.

Luis Ricardo diz que como resultado da contribuição do dízimo nada faltou para sua própria família. Ele sente muita gratidão por ter pais que são um exemplo de obediência.

Graças à obediência à lei do dízimo e aos outros mandamentos, diz Silvia: “Fui abençoada nos estudos. Sinto que meu testemunho cresceu muito”. Ela explica: “a obediência ajudou-me a testificar vigorosamente a respeito de Jesus Cristo, e isso fortalecerá meu futuro lar”.

Diante de tantas bênçãos recebidas pelos fiéis dizimistas dos testemunhos acima relatados, Jesus te pergunta: Você contribui com o dízimo na sua paróquia? Se não, comece o novo tempo litúrgico do Advento na vida da Igreja fazendo a experiência do dízimo e você verá que vale a pena ser um fiel dizimista cristão.

Pe. Celso de Jesus Ribeiro
Animador Diocesano da Pastoral do Dízimo
cj.ribeiro1@gmail.com
 
Anunciantes
Em Foco - Diocese de Piracicaba

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7556
Desenvolvido por index soluções