Colunas

  • Em Foco
  • Colunas
  • Setembro Amarelo e os cuidados com a saúde mental

Setembro Amarelo e os cuidados com a saúde mental

Publicado em 14 de setembro de 2021 - 10:25:54

Estamos em mais um mês de setembro e, desde 2015, temos a oportunidade de ver divulgada a campanha Setembro Amarelo, que foi criada com o objetivo de conscientizar a população em geral sobre o suicídio, principalmente no que tange a sua prevenção. Campanhas assim normalmente são criadas para temas que trazem um certo tabu, ou seja, assuntos que por muito tempo tinham uma certa tendência a não serem discutidos. Porém, é de suma importância falarmos sobre este assunto, visto que as estatísticas são realmente alarmantes: 1 em cada 100 pessoas que morrem no mundo, a causa é o suicídio; Suicídio é a 3ª causa de morte entre os jovens brasileiros na faixa de 15 – 29 anos. Essas são somente algumas das estatísticas que preocupam profissionais de saúde mental, famílias e a sociedade em geral.

E, quando falamos sobre esta temática, abarcamos também a discussão sobre saúde mental, que durante muitos anos também foi um tabu e desconectada da saúde como um todo, mas que, nos últimos anos, ganhou espaço vital e importância para a manutenção da qualidade de vida e dos relacionamentos em geral. Portanto, obviamente precisamos olhar para como nos cuidamos, para evitarmos situações que pode levar à ideações suicidas e outros transtornos. 

Então, devemos pensar na saúde mental como um todo, ou seja, como um conjunto de fatores que devem atuar em sinergia para que possamos sentir os benefícios. Eu costumo usar uma analogia para falar sobre isso. Se pensarmos em quando vamos fazer um bolo, precisamos de diversos ingredientes para que ele consiga ser feito e que tenha um bom resultado. Se eu tiro um dos ingredientes, o bolo pode até sair, mas corre o risco de não ficar tão bom quanto poderia. Assim acontece com os pilares que compõe a saúde mental: se um deles falha, colocamos em risco a nossa qualidade de vida. Vamos conhecer, então, estes pilares?

1. Manter uma rotina de alimentação saudável;
2. Regular a quantidade correta de sono;
3. Passar por processo de psicoterapia, quando achar oportuno;
4. Ter contato direto com a natureza e o “ar livre”;
5. Buscar um relacionamento saudável com amigos, familiares e pessoas queridas;
6. Exercitar-se de forma regular;
7. Programar momentos de lazer;
8. Viver nas circunstâncias atuais da vida, mesmo que sejam situações desafiadoras;
9. Focar o aqui e agora, que nada mais é do que estar presente e com atenção direcionada para o que está fazendo naquele momento, sem distrações;
10. Praticar atividades que você considera como terapêuticas, ou seja, que tragam bem-estar.

Portanto, mais do que falarmos somente em Setembro, é importante que olhemos para a importância que deve existir no que tange o nosso cuidado e também de quem amamos. Santa Tereza D’Avilla dizia que “É justo que muito custe o que muito vale”. Que possamos cuidar das nossas vidas da melhor maneira possível, sabendo que somos muito caros aos olhos de muitas pessoas.

Com carinho,
 

Natalia Mondoni
Psicóloga
Instagram @psinataliamondoni

 

Anunciantes
Em Foco - Diocese de Piracicaba

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7556
Desenvolvido por index soluções